stress oxidativo

Tudo o que deve saber sobre o stress oxidativo

Infelizmente não há como fugir, um dia todos vamos envelhecer. Porém, está nas nossas mãos a forma de enfrentar o passar dos anos. Podemos cuidar-nos e atrasar, na medida do possível, o avanço do tempo ou podemos sofrer as consequências de uma vida desregrada, como a oxidação prematura em decorrência do stress oxidativo. Não sabe do que estamos a falar? Neste post vamos-lhe contar tudo o que precisa saber sobre o tema para prevenir possíveis problemas de saúde nos próximos.

Os radicais livres são necessários, pois atuam contra inflamações e infecções porém, quando o metabolismo os produz em grande quantidade deixa de conseguir eliminá-los, surgindo assim o chamado stress oxidativo. Que é um desequilíbrio entre os radicais livres e os antioxidantes no no nosso organismo.

O stress oxidativo provoca a deterioração dos tecidos e, portanto, favorece o aparecimento de diversas patologias graves, como doenças cardiovasculares, cancro, além do envelhecimento prematuro da pele e o aparecimento de diferentes disturbios neurológicos.

Como sei que tenho stress oxidativo?

Existem vários sintomas que nos ajudam a descobrir que nosso corpo está a passar por uma fase de stress oxidativo. Entre os mais conhecidos estão o stress, o cansaço, a ansiedade e o desequilíbrio emocional.

Outros pontos importantes que devemos observar são: um envelhecimento prematuro, porque a pele perde textura e as temidas manchas e rugas aparecem. O sistema cardiovascular é afetado, devido ao aumento da pressão arterial e insuficiência cardíaca. O sistema nervoso central também é alvo do stress oxidativo, podendo causar instabilidade e distúrbios de memória. Outro ponto importante a ser mencionado são as dores ósseas e articulares, devido a um aumento da inflamação.

Que fatores favorecem o stress oxidativo?

Podemos encontrar os radicais livres no meio ambiente, como o fumo do cigarro, radiação, poluição, certos pesticidas e produtos de limpeza, a somar a uma dieta rica em açúcar, gordura e álcool.

O que podemos fazer para evitar o stress oxidativo?

Precisamos de aumentar os níveis de antioxidantes no organismo e diminuir a formação de radicais livres. Entre as estratégias mais eficazes estão: uma rotina regular de exercícios físicos moderados, não fumar, evitar o contato desnecessário com produtos químicos, usar protetor solar, uma dieta equilibrada rica em antioxidantes e suplementação de preferência com astaxantina, por ser um aliado perfeito para combater o stress oxidativo, ajudando o corpo a alcançar o equilíbrio, por favorecer uma absorção eficiente e eficaz.

Conhece a Astaxantina?

A astaxantina é um importante carotenóide extraído da microalga Haematoccocus pluvialis. A sua eficácia é muito significativa, é considerada atualmente o antioxidante natural mais poderoso para uma vida saudável.

Esse pigmento, ao contrário de outros antioxidantes, não se transforma em pró-oxidante no organismo por não se converter em vitamina A (que em grandes quantidades é tóxica).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Adicionar ao carrinho