astaxantina

Como a astaxantina combate a oxidação celular?

Quem não gostaria de descobrir a fórmula para se manter sempre jovem e saudável? Infelizmente ainda não encontramos o elixir da eterna juventude, mas os avanços da ciência já nos permitem combater o stress oxidativo, um dos principais fatores para o envelhecimento. Uma das substâncias responsáveis por este atraso dos sinais da idade é a astaxantina, um poderoso antioxidante natural, da família dos carotenóides.

Ela é capaz de proteger o organismo contra a oxidação e no desenvolvimento de várias doenças como cancro, distúrbios cardiovasculares, catarata, degeneração macular, Alzheimer ou Parkinson. Encontrada na microalga Haematococcus pluvialis, também tem propriedades anti-inflamatórias, o seu consumo pode aliviar as dores causadas pela artrite reumatóide.

Porque oxida o organismo

O oxigênio desempenha um papel importante no metabolismo celular. Porém, em excesso, tem um efeito pernicioso conhecido por oxidação celular e que conduz ao envelhecimento. Isso significa que, o aumento de radicais livres provoca uma instabilidade em determinados átomos que se associarão a outros que podem danificar as células por oxidação.

Esta ocorrência natural varia na sua intensidade em função de distintas variáveis tais como a genética dos indivíduos, o estilo de vida, a alimentação e outros. Avança lentamente, contudo deixa sequelas muito percetíveis no nosso organismo.

A astaxantina no combate à oxidação celular

Muitas vezes o número de radicais livres supera largamente a nossa capacidade de produzir os antioxidantes necessários para combatê-los, o resultado é um sistema imunitário debilitado por causa das membranas celulares danificadas. Por estes factos, é de extrema importância manter um estilo de vida saudável, com exercício físico, associado a um regime alimentar saudável, com alimentos ricos em substâncias antioxidantes, tais como frutas e vegetais que promovem a resistência do nosso organismo à oxidação. 

Entretanto, algumas investigações concluíram que devemos consumir diariamente 4 mg de astaxantina por dia para um correto combate no processo de oxidação. Alcançar esta dose através da dieta é praticamente impossível portanto, os especialistas recomendam o consumo de suplementos alimentares para obter os benefícios necessários atribuídos à astaxantina.

Uma vez no organismo, ela ajuda a proteger o corpo contra o stress oxidativo, combatendo o excesso de radicais livres, contribuindo para atrasar o temível envelhecimento mencionado no início deste texto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Adicionar ao carrinho